Bombeiros Voluntários de Barcelinhos
96 anos ao serviço da população
Home / História

História

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos nasceu a 24 de Junho de 1921, fruto da necessidade de dar resposta a um conjunto de carências sentidas pela população de então, iniciando os trabalhos com 23 Bombeiros.

A fundação, após vários obstáculos de cariz administrativo, legal e até mesmo financeiro, aconteceu a 24 de Junho de 1921, data escolhida, devido à altura das festas do S.João de Barcelinhos, cujo primeiro presidente foi D. Luís de Noronha e Tavora, assessorado pelo primeiro Comandante, Joaquim José de Araújo.

Foi também no mesmo ano que foi criada a bandeira dos Bombeiros de Barcelinhos, cujo símbolo se mantém até hoje, substituída apenas no ano de 1955, com as mesmas características do estandarte fundador.

Os primeiros anos da Associação foram marcados pelas dificuldades de quem começa a percorrer um caminho, com muitos sonhos e poucos recursos. Entre peditórios, festas para angariação de fundos e outras atividades, aos poucos, os Bombeiros de Barcelinhos foram criando arcaboiço financeiro para vencer as adversidades e se dotarem de equipamentos capazes de defender as populações.

Estava aberto o caminho para uma vida cheia de êxitos, em prol da população, mas também de muitas contrariedades que sempre foram ultrapassadas por pessoas altruístas, decididas e lutadoras.

Antes da sua oficialização como corpo de voluntários, já homens envolvidos num ato de solidariedade há muitos anos, desde 1880, pensavam na criação deste corpo de bombeiros e trabalharam nesse sentido, numa primeira fase utilizando recursos da Câmara Municipal de então, a única entidade com meios de combate a incêndios, ainda que limitada.

Outra das bases que terá conduzido à criação deste corpo de bombeiros foi uma rotura da Banda de Barcelos, por aqueles anos, o que levou a que parte desses bombeiros, integrados na Corporação de Barcelos, partissem para um novo projecto, procurando em Barcelinhos acolhimento para a ideia de fundar uma nova corporação de bombeiros.

Todas as instalações da corporação de Barcelinhos se situaram ao longo dos tempos, muito próximas.

As primeiras instalações situaram-se junto ao antigo quartel, mais tarde anexadas a esse, cedidas pela família de Dª. Custódia Carvalho, ilustre barcelinense.

Já o segundo quartel, também instalado no Largo da Ponte, numa habitação, pertencia a Alberto da Silva Medros, praticamente ao lado da anterior.

Só no ano de 1939 foi construído o verdadeiro quartel, dimensionado para as exigências de então, aquele que se manteve até ao ano 2015, no Largo Guilherme Gomes Fernandes, ano de inauguração do 4º e novo quartel da corporação, situado na Travessa do Senhor do Galo, em Barcelinhos.

2015 – O ano da viragem

As exigências com que a corporação de Barcelinhos se foi debatendo ao longo dos anos, resultado do aumento de trabalho e consequentemente de frota e meios humanos, foi condição principal para resolver o problema de espaço com que se debatiam no quartel, junto ao Rio Cávado.

Note-se que já há muitos anos que grande parte da frota ficava fora, exposta ao tempo, e o quartel já estava a “rebentar pelas costuras”.

Foi este conjunto de necessidades que culminou na construção de um novo equipamento, inaugurado em 2015. A audácia do Presidente de Direcção, José Arlindo Costa e do Comandante José Beleza, fizeram com que este antigo sonho se concretizasse e desse lugar a um espaço amplo, modernamente equipado para qualquer eventualidade.

O novo quartel dos Bombeiros de Barcelinhos, fica situado junto à Urbanização do Galo, em Barcelinhos, depois da cedência do terreno por parte da Câmara Municipal e do apoio de beneméritos, instituições, empresas e particulares que foram inexcedíveis no apoio cedido, fruto de uma exaustiva campanha de angariação de fundos levada a cabo por todo o concelho e não só.