Bombeiros Voluntários de Barcelinhos
97 anos de história... rumo ao centenário!
Home / Associação Humanitária / Bombeiros de Barcelinhos lançam primeira pedra do novo quartel

Bombeiros de Barcelinhos lançam primeira pedra do novo quartel

“Os Bombeiros Voluntários de Barcelinhos lançaram no dia 5 de outubro a primeira pedra do novo quartel, numa cerimónia que contou com a presença do Ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, e do Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes.
Trata-se de uma obra há muitos anos desejada pela corporação, uma vez que as atuais instalações condicionam bastante o desenvolvimento das atividades dos bombeiros.
O novo quartel vai nascer numa área situada na Travessa Senhor do Galo, por trás do cemitério de Barcelinhos. O terreno tem 15 mil metros quadrados e foi cedido pelo Município de Barcelos à Associação Humanitária dos Bombeiros de Barcelinhos. A cedência resultou de um acordo entre estas duas entidades e a empresa DST – Domingos da Silva Teixeira, SA, proprietária do terreno, no âmbito do Plano de Urbanização de Barcelinhos.
Na cerimónia de lançamento da primeira pedra, cuja primeira parte decorreu nas atuais instalações dos Bombeiros, o Ministro Miguel Macedo saudou a “confluência da vontade e determinação de todos” – Bombeiros, Câmara Municipal, e Ministério da Administração Interna – que ultrapassaram as complexas exigências legais e permitiram o início da obra.
A conjugação de esforços e vontades foi sublinhada também pelo Presidente da Assembleia da Associação, Duarte Nuno Pinto, pelo Presidente da Direção, José Arlindo Costa e pelo Presidente da Câmara Municipal, Miguel Costa Gomes.
As atuais instalações “são um colete de forças” que será substituído por um novo quartel “simples, sem luxos, eficiente e preparado para os novos desafios”, disse José Arlindo Costa.
A obra está orçada em 1.305.647,74€, sendo financiada em 1.109.798,88€ por fundos da União Europeia (via Programa Operacional Valorização do Território), tendo 240 dias de execução. Aos cerca de 195 mil euros (correspondente à comparticipação nacional de 15%), os Bombeiros terão de acrescentar cerca de 400 mil euros em obras adicionais. Por isso, José Arlindo Costa apelou à solidariedade dos barcelenses face ao investimento de mais de 595 mil euros que os Bombeiros terão de suportar.
Em reconhecimento do empenho do Ministro Miguel Macedo neste processo e pelo trabalho desenvolvido por este governante, a Associação Humanitária atribuiu-lhe o colar de mérito e o título de sócio honorário.
O Presidente da Câmara Municipal disse que com esta obra “o concelho fica mais seguro”, uma vez que os Bombeiros de Barcelinhos terão mais e melhores meios para poderem corresponder às solicitações da população.
Miguel Costa Gomes disse ainda que o papel da Câmara Municipal neste processo não podia ser outro que não fosse o empenho total, saudando a parceria estabelecida entre as diversas entidades para a concretização do projeto e agradecendo a Miguel Macedo a disponibilidade e o empenho sempre manifestados.
Mesmo em tempo de dificuldades, referiu o Ministro da Administração Interna, “se todos remarmos no mesmo sentido, arranjamos soluções para realizar estas obras”.
No final dos discursos na atual sede, a cerimónia foi deslocada para o terreno onde vai nascer o novo quartel, tendo o Ministro e o Presidente da Câmara procedido ao descerramento da primeira pedra, com centenas de populares a assistir.

Trata-se de uma obra há muitos anos desejada pela corporação, uma vez que as atuais instalações condicionam bastante o desenvolvimento das atividades dos bombeiros.O novo quartel vai nascer numa área situada na Travessa Senhor do Galo, por trás do cemitério de Barcelinhos. O terreno tem 15 mil metros quadrados e foi cedido pelo Município de Barcelos à Associação Humanitária dos Bombeiros de Barcelinhos. A cedência resultou de um acordo entre estas duas entidades e a empresa DST – Domingos da Silva Teixeira, SA, proprietária do terreno, no âmbito do Plano de Urbanização de Barcelinhos.

Na cerimónia de lançamento da primeira pedra, cuja primeira parte decorreu nas atuais instalações dos Bombeiros, o Ministro Miguel Macedo saudou a “confluência da vontade e determinação de todos” – Bombeiros, Câmara Municipal, e Ministério da Administração Interna – que ultrapassaram as complexas exigências legais e permitiram o início da obra. A conjugação de esforços e vontades foi sublinhada também pelo Presidente da Assembleia da Associação, Duarte Nuno Pinto, pelo Presidente da Direção, José Arlindo Costa e pelo Presidente da Câmara Municipal, Miguel Costa Gomes.

As atuais instalações “são um colete de forças” que será substituído por um novo quartel “simples, sem luxos, eficiente e preparado para os novos desafios”, disse José Arlindo Costa.A obra está orçada em 1.305.647,74€, sendo financiada em 1.109.798,88€ por fundos da União Europeia (via Programa Operacional Valorização do Território), tendo 240 dias de execução. Aos cerca de 195 mil euros (correspondente à comparticipação nacional de 15%), os Bombeiros terão de acrescentar cerca de 400 mil euros em obras adicionais. Por isso, José Arlindo Costa apelou à solidariedade dos barcelenses face ao investimento de mais de 595 mil euros que os Bombeiros terão de suportar.

Em reconhecimento do empenho do Ministro Miguel Macedo neste processo e pelo trabalho desenvolvido por este governante, a Associação Humanitária atribuiu-lhe o colar de mérito e o título de sócio honorário.

O Presidente da Câmara Municipal disse que com esta obra “o concelho fica mais seguro”, uma vez que os Bombeiros de Barcelinhos terão mais e melhores meios para poderem corresponder às solicitações da população.

Miguel Costa Gomes disse ainda que o papel da Câmara Municipal neste processo não podia ser outro que não fosse o empenho total, saudando a parceria estabelecida entre as diversas entidades para a concretização do projeto e agradecendo a Miguel Macedo a disponibilidade e o empenho sempre manifestados.Mesmo em tempo de dificuldades, referiu o Ministro da Administração Interna, “se todos remarmos no mesmo sentido, arranjamos soluções para realizar estas obras”.

No final dos discursos na atual sede, a cerimónia foi deslocada para o terreno onde vai nascer o novo quartel, tendo o Ministro e o Presidente da Câmara procedido ao descerramento da primeira pedra, com centenas de populares a assistir.”

Fonte: Câmara Municipal de Barcelos

Veja Também

Agradecimento

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos agradece a todos quantos se uniram na …